Semana Vegetariana

Apercebo-me agora de que devia ter escrito esta publicação a semana passada, mas ainda há tempo para os interessados.

Esta última semana foi a semana vegetariana de 2017. Há uns tempos subscrevi um canal de youtube, apenas por curiosidade, chamado Raw Alignment, que é de uma rapariga americana que decidiu tornar-se vegan e criou uma empresa que vende productos com base nos termos da dieta vegan. Inicialmente ela até adoptou uma dieta à base de alimentos não cozinhados mas, quem lhe segue o percurso, mesmo sem ser de perto, pode ver que ela já fez várias mudanças alimentares de acordo com o que é mais saudável para ela, e ultimamente tem-se baseado numa dieta maioritariamente vegana.

Eu não tenho intenções de ser vegetariana, ou vegan, pois conheço-me o sufciente para saber que, se sou muito restricta no que toca a certas coisas, isso vai acabar por me aborrecer e eu vou desistir. É por isso mesmo que eu não faço resoluções de ano novo; em vez, vejo o que quero fazer e vou tentando fazê-lo sem que isso se torne uma obrigação, o que faz com que seja mais fácil de seguir.

Apesar de não me querer tornar vegetariana, tenho tentado reduzir a ingestão de carne, por uma questão ambiental. No Inverno como sopa com regularidade, mas quando o tempo aquece não me dá tanta vontade. A carne que mais como, actualmente, é frango. O que gosto mais é de bife de vaca, mas aqui na Bélgica é um pouco didfícil encontrar bifes de jeito, por isso acabo por comer frango regularmente. Peixe, gosto de salmão no forno, ou fish and chips caseiro, com as ervilhas e molho tártaro como acompanhamento.

No supermercado onde faço as compras da semana há alguma variedade de alimentos da dieta vegetariana, substitutos da carne, a bom preço. É obvio que um hamburguer de legumes fica mais barato do que um bife. Fiquei surpreendida porque, tanto o hamburguer como o panado vegetariano, são bastante bons. Até os nuggets, embora o falafel que lá comprei não me tivesse conquistado as papilas gustativas. Não desgosto de tofu, mas parece-me um pouco irrelevante cozinhá-lo, porque não me sabe a nada. Entendo que seja uma substituição da proteína, mas prefiro comer uma massa só com molho do que uma massa com tofu e molho. Sabe-me ao mesmo, sem a sensação gelatinosa do tofu.

Eu estou a milhas de entender muito sobre a dieta vegetariana e não foi por isso que decidi escrever sobre isso, assim, não me vou alongar sobre productos, nem sobre a dieta em si.

Voltando ao que me trouxe aqui, decidi aproveitar o embalo da semana vegana e fazer eu própria a minha experência, adaptando-a: uma semana vegetariana. Bem, ovo-lacto vegetariana. Que durou 5 dias e meio porque eu comi camarões no Domingo e hoje tenho um jantar de aniversário que não vai ser vegan.

O site que usei para seguir a dieta foi o do link abaixo, ainda vão a tempo de se inscreverem e experimentar (cliquem na imagem). Usem o Zip Code 20912 para entrar, senão a vossa entrada não é aceite. 

veg.png

Lá encontram, entre outras coisas, receitas para experimentarem e podem até pedir um mentor, caso tencionem seguir a dieta a longo prazo. O mentor ajudar-vos-á em vários pontos e nada disto tem custos.

Agora mostro-vos a minha semana alimentar, resumida, em fotos.

Faltam aqui algumas coisas, claro, não foi só isto que comi durante a semana toda, mas estas foram as refeições principais. Salvo as raras excepções que podem ver acima, como sempre torradas com manteiga ao pequeno almoço, acompanhadas de chá de limão, e iogurte com frutos secos e cereais para o lanche. Esqueci-me de tirar fotografia ao almoço de Quinta, que foi salada com hamburguer vegetariano. De sobremesa costumo comer uvas e, uma vez por outra, gelado.

Acima, vêm o sushi que comi no Domingo ao almoço – como comi camarões, não posso considerar uma refeição vegetariana, daí os 5 dias e meio; pão de alho que fiz em casa com manteiga de alho, salsa e queijo para um almoço rápido; omelete de bróculos, couve-flor e cebola acompanhada de salada (deu para um jantar e um almoço); panquecas de dois ingredientes – farinha e leite, cobri com creme de chocolate; batata doce no forno com molho de iogurte caseiro (usei só iogurte grego) acompanhada de pão barrado com hummus; arroz com ovo e panado vegetariano.

A verdade é que nao passo fome, nem sinto que estou a perder imenso em não comer carne, mas sei também que a parca oferta de refeições boas em restaurantes por estes lados ajuda. Tenho curiosidade em experimentar novas receitas e ir reduzindo a ingestão de carne, por isso o meu único objectivo é algo importante: equilíbrio.

E vocês, tem curiosidade em experimentar a dieta vegetariana?

Carina Pereira

Anúncios

9 thoughts on “Semana Vegetariana

  1. O Miau do Leão diz:

    Eu tenho muita dificuldade em manter a linha aqui na Bélgica. Novos sabores q conheci, o pão, o queijo, o gelado…
    Eu tb não gosto da carne vendida na Bélgica. Recorro a carne da Irlanda, ou qdo vamos à Bruxelas compramos a carne bovina em mercados brasileiros ou portugueses.

    Liked by 1 person

    • contadordestorias diz:

      Eu comi carne no sábado, fui a um anversario em casa de uma amiga, mas esta semana continuei. Há várias alternativas boas à carne, embora eu continue a consumir leite e assim. Vou vendo como é que o meu corpo reage, não quero fazer nada extremo senão desisto. E é como dizes, deixar carne não é o pior, mas os ovos… Para já, tento comer carne só aos fins de semana. 🙂

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s