Ai Mia, Mia

Aquando da edição do último trabalho literário de Mia Couto, Mulheres de Cinza – primeiro livro de uma trilogia denominada As Areias Do Imperador – surgiu uma venda online (já não me recordo que livraria) em que, na compra do novo livro, eles ofereciam um livro já editado de Mia Couto. Ao longo das semanas de pré-venda o livro oferecido foi mudando, a mim calhou-me A Chuva Pasmada.

Por dificuldades espaço-temporais – ainda fica caríssimo enviar livros por correio – só agora o livro me chegou às mãos, veio perdido numa mala solidária de um qualquer avião da Ryanair e encontrou esta semana, finalmente, o seu permanente pousio.

Já estava à espera que Mulheres de Cinza fosse um livro espesso, o que não estava a contar era com a beleza d’ A Chuva Pasmada. Bem sei que se não deve amar um livro pela capa, mas este é assim:

DSCF8910.JPG

É um livro, em tamanho, mais modesto, mas de capa dura. E, por dentro, encontram-se ilustrações assim:

DSCF8911.JPG

Mas, se é verdade o que eu acima disse, que um livro não se faz da superfície… as letras que o compõem são um tesouro, e deixo-vos a pedra rara que abre esta obra.

Que chegue direitinho ao vosso coração, como chegou ao meu.

“Ante o frio,
faz com o coração
o contrário do que fazes com o corpo:
despe-o.
Quanto mais nu,
mais ele encontrará
o único agasalho possível:
um outro coração.”

Carina Pereira

Anúncios

4 thoughts on “Ai Mia, Mia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s