As Coisas Que Me Passam Pela Cabeça

Esta semana comecei a trabalhar numa nova casa, na Quinta-feira de tarde. A casa é grande, mas bastante ampla e arrumada, a cliente é mãe de duas meninas – uma de dois anos e uma de cinco meses – e uma simpatia de pessoa. Fizeram-se as apresentações e o que se pretendia de mim, e meti mãos á obra.

Tratava eu do primeiro andar da casa quando entro no quarto da pequenota de dois anos, e me apercebo que a entrada tem a mesma protecção que as escadas: aquelas grades de ferro para impedir as crianças de passar para o outro lado e caírem.

Achei um pouco estranho terem colocado uma grade à porta do quarto, nunca tal tinha visto. Afinal, a miúda ainda é pequenita e embora seja possível que ela já consiga chegar às maçanetas da porta, e mesmo sendo estas fáceis de abrir, duvido que ela se magoasse com alguma coisa. Nenhum dos quartos lá em cima, nem mesmo a casa de banho, tinha objectos perigosos à vista. De resto, as escadas de acesso ao sótão e as que a levariam ao andar de baixo têm a mesma exacta protecção.

Enquanto revirava em pensamento o zelo daqueles pais, ocorreu-me que caso a miúda precisasse de chamar por alguém e saísse da cama para o fazer, não conseguiria ir ao quarto deles. A casa tem intercomunicadores nas divisões mais importantes, por isso ouvi-la-iam na certa, mas ela não conseguiria sair do quarto sozinha. E então, fez-se luz na minha cabeça, mas a luz que se fez embaciou-se de malandrice: talvez aquela protecção fosse mais pelo bem dos pais do que da filha, de certa forma. Talvez fosse a forma de impedir que a miúda os interrompesse às duas da manhã, quando já devia estar tudo a dormir, mas os pais aproveitam o sono das crianças para levantar fervura à relação.

Ri-me para com os meus botões, por me ter sequer ocorrido esta hipótese. Mas, se é o caso, louros para eles, ideia mais do que engenhosa. Se não é, e se serve para proteger a menina mais nova – que dorme no quarto ao lado – das possíveis atenções fora de horas da irmã, lamento a minha mente libertina.

Fica o apontamento, no entanto, para futura referência. 😉

Carina Pereira

puerta-de-seguridad-para-bebe-escaleras-pasillos-etc

[x]

Anúncios

4 thoughts on “As Coisas Que Me Passam Pela Cabeça

  1. Marlene Pinho diz:

    pois eu tenho uma dessas no quarto do Miguel, no meu caso é mesmo para proteger a casa das investidas do petiz. Também temos nas escadas mas como é só no cimo decidimos colocar na saida do quarto para ter a certesa de que quando está lá dentro está em segurança….

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s