Guardei O Tempo Num Bolso

Guardei o tempo num bolso

Para ele não fugir,

Mas o bolso estava roto

E lá se foi o tempo,

e o meu esforço,

Para ele não se ir.

O tempo que guardei num bolso,

É como qualquer outro tempo:

Não torna a vir.

Carina Pereira, 16 de Junho de 2015

in “Poesias Desconexas”

Anúncios

6 thoughts on “Guardei O Tempo Num Bolso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s