Nas Linhas Em Que Me Escrevo #3

O terceiro caderno desta rubrica é, talvez, o que me diz mais de momento. Apresento-vos o meu Diário dos Sonhos! Já teve outra encadernação, – apresentada no primeiro artigo do Nas Linhas Em Que Me Escrevo – mas é esta agora a sua casa definitiva.

Sempre tive sonhos assim para o estrambólicos e, em 2009, decidi que seria engraçado começar a escrevê-los. Desta forma, criei um diário onde apontava todos os pormenores do que sonhava. É claro que nem sempre tenho tempo de escrever os sonhos mal acordo, por isso há detalhes que acabam por me escapar. O mais curioso é eu voltar a ler os sonhos passado uns tempos e me recordar novamente das imagens e das sensações que por lá vivi.

Aqui existem vários sonhos do final do mundo, – normalmente acaba com um dilúvio – outros tantos em que ando, de forma aflitiva, à procura de algo que quero comprar mas nunca encontro, e até sonhos onde tenho poderes, como controlar os elementos. Se sonho que voo, tenho de usar os braços como se estivesse a nadar e quanto mais esbracejar, mais alto voo.

No meu último sonho, apontado há dois ou três dias, sonhei que o Camané me deu boleia para Eindhoven, para eu não ter que ir de autocarro. Há sonhos de tudo. 🙂

Carina Pereira

Anúncios

6 thoughts on “Nas Linhas Em Que Me Escrevo #3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s