Gosto-Te Muito

“Gosto-te muito”

É assim que mo dizes

Num Português quebrado,

Como se o erro crasso e vadio

Fosse mais exacto, gentil,

Fosse um amar mais acertado.


“Gosto-te muito”

De mansinho e com ternura,

Apenas um facto que aprendeste na rua

Que vai do meu peito ao teu.


“Gosto-te muito”

Porque amar-te é já corriqueiro

E gostar-te muito é tão somente nosso;

Bálsamo, segredo, erro

Que já não troco, neologismo fagueiro.


“Gosto-te tanto”

Entoas com tal meiguice

E eu aconchego-o a mim, já me pertence;

Português desfragmentado,

Que soa tão mais adequado,

Tão mais a amor, tão mais da gente.

Carina Pereira, 15 de fevereiro de 2015

in “Raízes”

Anúncios

4 thoughts on “Gosto-Te Muito

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s