A Minha Visita A Londres

Visitar Londres estava certamente na minha lista de “Coisas A Fazer Antes De Morrer.” Sim, eu tenho mesmo uma dessas. Fi-la quando tinha para aí uns 18 anos e guardei-a entre as últimas páginas de um dos diários que concluí. Não a vou partilhar aqui, há coisas demasiado pessoais nela. E ridículas também, por isso talvez seja tempo de fazer uma a sério.

Mas estou a desviar-me do assunto.

Este Natal passei-o em Londres. Dois amigos meus, Portugueses, mudaram-se para lá em Junho e como já desde os meus onze anos que queria visitar o sítio, aproveitei a oportunidade de lá ter alguém. Este ano tirei duas semanas de férias no Natal e achei que essa era a altura ideal para lá ir. Eu não gosto de viajar de avião – tenho medo, como tenho medo de tantas coisas na vida. Se calhar é um medo ridículo, mas tenho-o, seja como for. Felizmente, o que é uma das vantagens de viver na Bélgica, existe comboio para Londres. Andei a comparar preços e foi com grande alegria que vi que me ficava tão caro quanto ir de avião, – e muito mais conveniente – ir de comboio. Lá comprei as viagens e aguardei por Dezembro, toda contente. Gosto de viajar de comboio, é o meu meio de transporte preferido!

A cidade, ao contrário do que algumas pessoas me tinham dito, não desiludiu. Antes pelo contrário. Fiquei fascinada por reconhecer os locais, por entender a língua, por ser capaz de comunicar com qualquer pessoa facilmente, pelos transportes, que te levam aonde queres em poucos minutos. Não havia tanta gente como eu estava à espera nas ruas – excepto em Oxford Street. Oxford Street é todos os dias como o São João é no Porto, tirando as marteladas na cabeça.

Como apanhei o Natal pelo meio não tive tempo de ver tudo o que queria, mas vi bastante. Andei muito a pé, de metro, de comboio e um pouco de autocarro. Visitei museus, pontes e rodas. Foi maravilhoso.

Agora tenho razões para lá voltar, e todas as intenções de fazer isso mesmo. Deixo aqui algumas fotografias que tirei na cidade e em museus. Por pura estupidez confundi o British Museum com o Museum of London, o que significa que a exibição que eu tencionava ver sobre Sherlock Holmes me falta nestas fotos. E como só estará disponível até Abril deste ano vou perdê-la de certeza. Porque é que eu faço estas coisas a mim mesma? É como o concerto do António Zambujo outra vez.

Mas não vale a pena pensar nisso.

Ficam aqui as fotos e algumas anotações feitas por mim. E se tiverem oportunidade de visitar a cidade, não hesitem. É um novo mundo.

*

Sherlock Holmes

A primeira paragem, que era obrigatória, foi em Baker Street.

Mesmo à saída da estação de metro encontra-se logo esta estátua do famoso detective, assim como lojas interessantes de souvenirs, para trazer um pouco de Londres para casa.

(aviso: post longo!)

Depois de sair da estação e de comprar algumas lembranças dirigi-me então para a famosa morada: 221B Baker Street! Nesta pequena loja compram-se os ingressos para entrar no museu de Sherlock Holmes. O custo de admissão são £10.

Tirei muitas fotografias, mas aqui estou eu, sentada na cadeira do Dr. Watson, a segurar a lupa e o cachimbo do Sherlock.

O museu tem um ar curioso. Numa das divisões existem figuras proeminentes dos livros, os maus da fita que Sherlock Holmes e o Dr. John Watson ajudaram a capturar, noutra haviam ainda mais personagens bem conhecidas, como Irene Adler.

Aqui estou eu entre as duas personagens principais.

E aqui está o famoso violino.

Num quadro encontrei esta relíquia, tenho de compartilhar. Os Portugueses e o seu humor. 😀

*

Tardis

Não consegui visitar a loja do Doctor Who, nem a Tardis que está algures numa rua de Londres, mas encontrei por sorte esta réplica numa das lojas de souvenirs. Doo-wee-doo!

*

Madame Tussaud’s

O museu de Madame Tussaud foi o que mais me surpreendeu e maravilhou! É fantastico! Não quero estar a dar detalhes, no caso de alguém lá ir e calhar de ler isto, para não estragar a surpresa, mas para além das figuras de cera muitas outras coisas acontecem aqui. E eu adorei cada segundo! Tirei muitas fotos – algumas com má qualidade, bem sei – e passei lá toda a manhã. A admissão são £30 mas vale cada penny.

A primeira figura que encontrei foi logo um dos meus actores favoritos: Colin Firth!

Emma Watson!

Como sou uma grande fã da nova série Sherlock, da BBC, esta era uma das figuras que eu mais queria ver, Benedict Cumberbatch. As fotos, no entanto, são das piores, como a lei de Murphy tanto gosta.

Continuei com Sherlock Holmes, agora na “cera” do Robert Downey Jr.:

E depois vieram os clássicos.

Audrey Hepburn

Marilyn Monroe

Charlie Chaplin

Encontrei o Van Gogh, que é um pintor que me fascina, não só pela arte dele mas pela história de vida. Estava sozinho, com toda a gente a prestar atenção ao Einstein mesmo ali ao lado. É uma das minhas fotografias favoritas deste dia.

Alguns escritores Ingleses também por lá andavam, Wilde e Dickens.

E William Shakespeare, como não podia deixar de ser.

Depois, foi a vez das lendas musicais.

The Beatles!

Freddie Mercury!

E Michael Jackson, ou em Português, Miguel Joaquim.

Também lá encontrei estes dois, vejam lá se os conhecem:

Existem também duas salas no piso superior dedicadas a alguns super heróis.

Podes ficar com garras, como o Wolverine!

Ou ser agarrada pelo Hulk!

Tirar uma foto com o Iron Man (Robert Downey Jr. outra vez, na verdade)

Ou com o Captain America!

O resto da tour fica em segredo! Visitem, não se arrependerão!

*

The Queen’s Walk, Shakespeare’s Globe e Tower Bridge

Esta foi uma longa caminhada que começou para mim no National Theatre e culminou na Tower Bridge. A vista é maravilhosa e o passeio faz-se muito bem.

Havia um banco em memória de tres vitimas do Tamisa, embora não tenha encontrado nenhuma informação acerca da forma como padeceram.

E aqui vislumbra-se a famosa vista que aparece em tantos filmes, com a catedral de St. Paul ao longe.

Este era um dos pontos que eu queria ver. “The Globe” o conhecido teatro de Shakespeare. A admissão são £13 que eu desta vez não paguei. Limitei-me à foto no exterior.

Tower Bridge!

E aqui estou eu, a atravessá-la!

A ponte é lindíssima!

*

Buckingham Palace, Victoria’s Memorial e Trafalgar Square

Apanhei o metro até ao Green Park e depois desci de encontro ao Palácio de Buckingham.

Aqui está o monumento dedicado à Rainha Victoria.

Subi a rua principal, onde os reis e princípes passam quando há casamento real, e fui dar a Trafalgar Square, com a sua fonte dos desejos e The National Gallery mesmo em frente.

*

Big Ben, Westminster Abbey e London Eye

Descendo a rua encontra-se um dos monumentos mais icónicos: Big Ben e as Casas do Parlamento.

A abadia de Westminster estava fechada, fica aqui uma foto do seu exterior.

Atravessando o rio mesmo ali ao lado encontra-se o London Eye.

*

Oxford Street, Picadilly Circus e China Town

Lembram-se do que eu tinha dito sobre Oxford Street ser como o São João no Porto? Aqui está a prova.

Picadilly Circus e o conhecido ecrã com publicidade!

Fui à loja dos M&Ms que é enorme e super engraçada!

E no fim ainda visitei China Town!

*

Covent Garden e St. Paul’s Cathedral

Covent Garden estava decorada para o Natal e as decorações eram muito bonitas.

Subi a um edifício na parte traseira da catedral de São Paulo com uma vista fabulosa!

E aqui está a fachada frontal.

Tirar fotografias lá dentro não é permitido, embora só me tivessem dito isso depois de ter tirado uma.

*

Camden Market, British Museum e Science Museum

Nos últimos dias em Londres visitei estes três locais.

Camden é um mundo! Lojas de tudo e mais alguma coisa, comida na rua, animação! É mesmo fantástico!

Para comer ou simplesmente descansar podiam-se usar estes originais bancos!

Encontrei também uma roulotte que vendia as tradicionais natas Portuguesas, chamada Nata 28! As natas valiam bem o £1.70! Quentinhas e deliciosas, um bocadinho de Portugal em Londres!

Esta é a fachada do British Museum. A entrada é grátis.

E encontram-se bicicletas no tecto do Museu da Ciência.

Pessoalmente o museu da ciência foi o meu favorito dos dois. Havia uma parte sobre o espaço que adorei! Até podias ver a tua competência como astronauta tentando enroscar uma rosca e parafuso com as luvas que os astronautas usam!

O museu britânico, como mencionei acima, foi um erro que eu fiz, pensava que era aqui que a exposição dedicada a Sherlock Holmes estava, mas não. Também valeu a pena, mesmo assim!

*

Plataforma 9 e 3/4

Em King’s Cross há uma pequena surpresa para qualquer fã do universo Harry Potter – como eu! Em direcção às plataformas nove, dez e onze encontra-se este carrinho entre o mundo dos Muggles e o mundo dos feiticeiros. Está sempre cheio de gente que quer tirar fotos ali, e cada foto custa £9. Podem-se adquirir as mesmas, assim como vários artigos oficiais, na lojinha ao lado, dedicada a todo um mundo do feiticeiro mais famoso!

Para mim King’s Cross foi também o início e o fim de uma viagem mágica!

*********

Até breve, Londres!

Carina Pereira

Anúncios

One thought on “A Minha Visita A Londres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s