Simplicidade

Daqui desta janela não vejo mais do que o mesmo que toda a gente

Não sou, nunca fui diferente.

Os dias passam sem grande história

Até ao pôr do sol desde o raiar da aurora

Não tenho pássaros a cantar nas janelas

Nem fadas, às vezes nem sequer estrelas

Apenas eu.

O vento nunca me contou segredos

Nunca vi um movimento quando o mar bate nos rochedos

Nenhuma fantasia que me lavasse  os medos.

Aqui tenho tanto quanto os outros

E não sou nada mais do que já fui e fiz

Aqui, a vida corre normalmente

Mas eu sou feliz.

Carina Pereira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s