Cinco Mil Rasgos De Admiração

É quando tu olhas para mim

Com cinco mil rasgos de admiração

Que a lua não desce, que o sol mais aquece,

Que os pés não tocam no chão.

Nas rugas que os teus olhos franzem

Eu vejo o livro que nunca li, histórias secretas

Como se a história que contas fosse só para mim,

Como se a vida fosse cheia de certezas…

É quando olhas para mim

Com um pequeno jeito de ansiedade

Que eu te agarro a mão, te tiro também os pés do chão

Que desistes, sem temor, da liberdade.

Não quero jóias, riquezas, uma casa em cada estação;

Quero dos teus olhos essa beleza

Quero a magia dessa fogueira acesa

Quando me olhas com cinco mil rasgos de admiração!

Carina Pereira

in “Cinco Mil Rasgos De Admiração”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s